Livro

Livro Princípios de Administração Financeira da editora Atlas

Princípios de Administração Financeira

STEPHEN A. ROSS, RANDOLPH W. WESTERFIELD, BRADFORD D. JORDAN - Editora Atlas
Avaliação do livro Princípios de Administração Financeira
Clique aqui para ver o indice do livro Princípios de Administração Financeira.
De: R$ 187,00
Por: R$ 177,65
3X R$ 59,22

NÃO DISPONÍVEL

Outros Livros do Mesmo Assunto

Sistema Financeiro E Bancário - 4ª Edição - 2014
Finanças Públicas E Administração Financeira E Orçamentária - 2014
Métodos Quantitativos Aplicados A Casos Reais

Descrição do Livro

Condensa os temas fundamentais expostos em Administração financeira. Os autores examinaram o que é realmente relevante para um curso introdutório de Finanças, dando um enfoque moderno e novo para tratar de assuntos tradicionais. Apresenta as seguintes características: ênfase na intuição, enfoque unificado de avaliação e foco gerencial.'

Clique aqui para ver o Índice do Livro

PARTE I
VISÃO GERAL DA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

1 Introdução à Administração Financeira
1.1 Administrador financeiro
Que é Administração Financeira?
Administrador financeiro
Decisões de administração financeira
1.2 Modalidades de organização de empresas
Firma individual
Sociedade por quotas
Sociedade por ações
Uma sociedade por ações com outro nome...
1.3 Objetivo da administração financeira
Maximização do lucro
Objetivo da administração financeira numa sociedade por ações
Um objetivo mais geral de administração financeira
1.4 Problema de agency e controle da sociedade por ações
Relações de agency
Objetivos dos administradores
Os administradores atuam de acordo com os interesses dos acionistas?
1.5 Resumo e conclusões

2 Demonstrações Financeiras, Impostos e Fluxo de Caixa
2.1 Balanço patrimonial
Ativos: o lado esquerdo
Exigibilidades e patrimônio líquido: o lado direito
Capital de giro líquido
Liquidez
Capital de terceiros versus capital próprio
Valor de mercado versus valor contábil
2.2 Demonstração do resultado
Princípios contábeis geralmente aceitos e a demonstração do resultado
Itens não monetários
Prazo e custos
2.3 Impostos
Alíquotas de imposto de renda de pessoa jurídica
Alíquota média e alíquota marginal
2.4 Fluxo de caixa
Fluxo de caixa dos ativos
Fluxo de caixa aos credores e aos acionistas
Um exemplo: fluxos de caixa da Dole Cola
2.5 Resumo e conclusões

PARTE II
DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS E PLANEJAMENTO FINANCEIRO A LONGA PRAZO

3 Utilização de Demonstrações Financeiras
3.1 Fluxo de caixa e demonstrações financeiras: um exame mais atento
Fontes e aplicações de caixa
Demonstrações de fluxo de caixa
3.2 Demonstrações financeiras padronizadas
Balanços de tamanho comum
3.3 Índices financeiros
Demonstrações de resultado de tamanho comum
Medidas de solvência a curto prazo ou liquidez
Medidas de solvência a longo prazo
Medidas de gestão de ativos ou giro
Medidas de rentabilidade
Medidas de valor de mercado
3.4 A identidade Du Pont
3.5 O uso de informações extraídas de demonstrações financeiras
Por que avaliar demonstrações financeiras?
Escolha de um padrão de referência
Problemas com análise de demonstrações financeiras
3.6 Resumo das conclusões

4 Planejamento Financeiro a Longo Prazo e Crescimento
4.1 Que é planejamento financeiro?
Crescimento como objetivo de administração financeira
Que pode ser conseguido com planejamento?
4.2 Modelos de planejamento financeiro: uma primeira análise
Um modelo de planejamento financeiro: ingredientes
Um modelo simples de planejamento financeiro
4.3 Método de porcentagem das vendas
Um exemplo de enfoque de porcentagem nas vendas
4.4 Financiamento externo e crescimento
FEN e crescimento
Política financeira e crescimento
4.5 Algumas ressalvas aos modelos de planejamento financeiro
4.6 Resumo e conclusões

PARTE III
AVALIAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA FUTUROS

5 Introdução à Avaliação: o Valor do Dinheiro no Tempo
5.1 Valor futuro e composição
Investindo por um único período
Investindo por mais de um período
5.2 Valor presente e desconto
Caso de um único período
Valores presentes em períodos múltiplos
5.3 Mais a respeito de valores presentes e futuros
Valor presente versus valor futuro
Determinando a taxa de desconto
Determinando o Número de Períodos
5.4 Resumo e conclusões

6 Avaliação de Fluxos de Caixa Descontados
6.1 Valores futuros e valores presentes de fluxos de caixa múltiplos
Valor futuro com fluxos de caixa múltiplos
Valor presente de fluxos de caixa múltiplos
Uma observação sobre o momento de ocorrência de fluxos de caixa
6.2 Avaliação de fluxos de caixa uniformes: anuidades e perpetuidades
Valor presente de anuidades
Valor futuro de anuidades
Uma observação sobre anuidades vencidas
Perpetuidades
6.3 Comparação entre taxas: o efeito dos períodos de composição
Composição e taxas anuais efetivas
Cálculo e comparação de taxas anuais efetivas
TAEs e TAPs
6.4 Tipos de empréstimo e amortização de empréstimos
Empréstimos descontados
Empréstimos com pagamento de juros
Empréstimos amortizados
6.5 Resumo e conclusões

7 Avaliação de Ações e Títulos de Renda Fixa
7.1 Obrigações e sua avaliação
Avaliação e preços de obrigações
Valores e rendimentos de obrigações
Risco de variação de taxa de juros
Determinação da taxa de retorno até o vencimento: mais tentativa e erro
Divulgações de preços de obrigações
7.2 Mais a respeito das características de obrigações
Escritura de emissão
7.3 Classificação de risco de obrigações (ratings)
7.4 Avaliação de ações
Fluxos de caixa de ações
Avaliação de ações: alguns casos especiais
Componentes do retorno exigido
Divulgação de informações sobre o mercado de ações
7.5 Algumas características de ações ordinárias e preferenciais
Características de ações ordinárias
Características de ações preferenciais
7.6 Resumo e conclusões

PARTE IV
ORÇAMENTO DE CAPITAL

8 Valor Presente Líquido e Outros Critérios de Investimento
8.1 Valor presente líquido
Idéia básica
Estimação do valor presente líquido
8.2 Regra do período de payback
Definição de regra
Análise da regra do período de payback
Qualidades atenuantes da regra do período de payback
Resumo da regra do período de payback
8.3 Taxa de retorno contábil
Análise do método do retorno do contábil médio
8.4 Taxa interna de retorno
Problemas com TIR
Qualidades atenuantes da TIR
8.5 Índice de rentabilidade
8.6 Prática de orçamento de capital
8.7 Resumo e conclusões

9 Tomada de Decisões de Investimento
9.1 Fluxos de caixa do projeto: uma primeira análise
Fluxo de caixa relevantes
Princípios da mini-empresa
9.2 Fluxos de caixa incrementais
Custos irrecuperáveis
Custos de oportunidade
Efeitos colaterais
Capital de giro líquido
Custos de financiamento
Outras questões
9.3 Demonstrações financeiras projetadas e fluxos de caixa de um projeto
Ponto de partida: demonstrações financeiras projetadas
Fluxos de caixa do projeto
Fluxo de caixa total projetado e valor
9.4 Mais a respeito do fluxo de caixa de um projeto
Um exame mais detido do capital de giro líquido
Depreciação
Um exemplo: Majestic Mulch and Compost Company (MMCC)
9.5 Avaliação de estimativas de VPL
Problema básico
Risco de previsão
Fontes de valor
9.6 Análises de cenários e sensibilidade
Ponto de partida
Análise de cenários
Análise de sensibilidade
9.7 Considerações adicionais em orçamento de capital
Opções gerenciais e orçamento de capital
Racionamento de capital
9.8 Resumo e conclusões

PARTE V
RISCO E RETORNO

10 Algumas Lições da História do Mercado de Capitais
10.1 Retornos
Retornos monetários
Retornos percentuais
10.2 Inflação e retornos
Retornos reais versus retornos nominais
Efeito Fisher
10.3 Histórico das taxas de retorno
Uma primeira análise
Uma análise mais aprofundada
10.4 Retornos médios: primeira lição
Cálculo de retornos médios
Retornos médios: série histórica
Prêmios por risco
Primeira lição
10.5 Variabilidade dos retornos: segunda lição
Distribuições de freqüências e variabilidade
Variância e desvio-padrão históricos
Registro histórico
Distribuição normal
Segunda lição
Uso da história do mercado de capitais
10.6 Eficiência do mercado de capitais
Comportamento de preços num mercado eficiente
Hipótese de mercado eficiente
Algumas noções errôneas a respeito da HME
Forma de eficiência
10.7 Resumo e conclusões

11 Risco e Retorno
11.1 Retornos esperados e variância
Retorno esperado
Cálculo da variância
11.2 Carteiras
Pesos da carteira
Retorno esperado de uma carteira
Variância de uma carteira
11.3 Anúncios, surpresas e retornos esperados
Retornos esperados e inesperados
Anúncios e novidades
11.4 Risco: sistemático e não sistemático
Risco sistemático e risco não sistemático
Componentes sistemáticos e não sistemááátticos do retorno
11.5 Diversificação e risco de uma carteira
Efeito da diversificação: outra lição da história do mercado de capitais
Princípio de diversificação
Diversificação e risco não sistemático
Diversificação e risco sistemático
11.6 Risco sistemático e beta
Princípio do risco sistemático
Mensuração do risco sistemático
Betas de carteira
11.7 Linha de mercado de títulos
Beta e prêmio por risco
Linha de mercado de títulos
11.8 SML e custo de capital: uma visão preliminar
Idéia básica
Custo de capital
11.9 Resumo e conclusões

PARTE VI
FINANCIAMENTO A LONGO PRAZO

12 Custo de Capital
12.1 Custo de capital: algumas questões preliminares
Retorno exigida versus custo de capital
Política de financiamento e custo de capital
12.2 Custo de capital próprio
Enfoque do modelo de crescimento de dividendos
Enfoque da SML
12.3 Custos de capital de terceiros e ações preferenciais
Custo de capital de terceiros
Custo de ações preferenciais
12.4 Custo médio ponderado de capital
Pesos da estrutura de capital
Impostos e custo médio ponderado de capital
Solução do problema do projeto de sistemas de distribuição e problemas semelhantes de orçamento de capital
12.5 Custos de capital de divisões e projetos
SML e WACC
Custo de capital de divisões
Enfoque da aposta simples
Enfoque subjetivo
12.6 Resumo e conclusões


13 Obtenção de Capital
13.1 Ciclo de vida da empresa em termos de financiamento: financiamento inicial e capital de risco
Capital de risco
Algumas realidades do mercado de capital de risco
Escolha de um capitalista de risco
13.2 Venda de títulos ao público
Procedimento básico de emissão de novos títulos
13.3 Alguns métodos alternativos de emissão
13.4 Oferta a vista
Escolha de um agente de subscrição
Tipos de subscrição
Aftermarket
Cláusula Green Shoe
Preço de lançamento e subavaliação
13.5 Vendas de novas ações e o valor da empresa
13.6 Custos de emissão de títulos
13.7 Emissão de obrigações
13.8 Registro de prateleira
13.9 Resumo e conclusões

14 Alavancagem e Estrutura de Capital
14.1 Questão da estrutura de capital
Estrutura de capital e custo de capital
14.2 Efeito da alavancagem financeira
Impacto da alavancagem financeira
Endividamento da empresa e alavancagem feita em casa
14.3 Estrutura de capital e custo de capital próprio
Proposição I de M&M: modelo da pizza
Custo do capital próprio e alavancagem financeira: proposição II de M&M
Risco operacional e risco financeiro
14.4 Imposto de renda de pessoa jurídica e estrutura de capital
Benefício fiscal com o uso de capital de terceiros
Imposto e apropriação I de M&M
14.5 Custos de falência
Custos diretos de falência
Custos indiretos de falência
14.6 Estrutura ótima de capital
Teoria estática da estrutura de capital
Estrutura ótima de capital e custo de capital
Estrutura de capital: algumas recomendações gerenciais
14.7 Estruturas de capital observadas
14.8 Uma discussão sucinta do processo de falência
Liquidação e reorganização
Acordos para evitar a falência
14.9 Resumo e conclusões

15 Dividendos e Política de Dividendos
15.1 Dividendos em dinheiro e pagamento de dividendos
Dividendos em dinheiro
Método-padrão de pagamento de dividendos em dinheiro
Pagamento de dividendos: cronologia
Mais a respeito da data ex-dividendos
15.2 Política de dividendos é relevante?
Um exemplo da irrelevância da política de dividendos
Alguns fatores reais que favorecem um índice de distribuição reduzido
Alguns fatores reais que favorecem um índice de distribuição elevado
Efeito clientela: uma definição de fatores reais?
15.3 Determinação da política de dividendos
Enfoque residual
Estabilidade dos dividendos
Uma política de dividendos intermediária
15.4 Recompra de ações: uma alternativa ao pagamento de dividendos em dinheiro
Dividendos em dinheiro versus recompra
Considerações reais numa recompra
Recompra de ações e LPA
15.5 Bonificações e desdobramentos
Valor de desdobramentos e bonificações
Desdobramentos reversos (inplits)
15.6 Resumo e conclusões

PARTE VII
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA A CURTO PRAZO

16 Planejamento Financeiro a Curto Prazo
16.1 Evolução do caixa e do capital de giro líquido
16.2 Ciclo operacional e ciclo de caixa
Definição dos ciclos operacional e de caixa
Ciclo operacional e organograma da empresa
Cálculo dos ciclos operacional e de caixa
Interpretação do ciclo de caixa
16.3 Alguns aspectos da política financeira a curto prazo
Magnitude do investimento em ativo circulante
Políticas alternativas de financiamentos de ativos circulantes
Qual a melhor política de financiamento?
Ativos e passivos circulantes na prática
16.4 Orçamento de caixa
Vendas e entrada de caixa
Saídas de caixa
Saldo de caixa
16.5 Financiamento a curto prazo
Empréstimos sem garantia
Empréstimos com garantia
Outras fontes
16.6 Um plano financeiro a curto prazo
16.7 Resumo e conclusões

17 ADMINISTRAÇÃO DO CAPITAL DE GIRO
17.1 Float e gestão de caixa
Motivos para manutenção de saldo de caixa
Conceito de float
17.2 Gestão de caixa: recebimento, desembolso e aplicação
Cobrança e concentração
Gestão de desembolsos
Aplicação de fundos excedentes
17.3 Crédito e contas a receber: uma visão geral
Componentes da política de crédito
Condições de venda
Política ótima de crédito
Análise de crédito
Política de cobrança
17.4 Gestão de estoques
Administrador financeiro e política de estoques
Tipos de estoque
Custos de estoques
17.5 Técnicas de gestão de estoques
Enfoque ABC
Modelo do lote econômico (EOQ)
Extensões do modelo de lote econômico
Gestão de estoques de demanda derivada
17.6 Resumo e conclusões

PARTE VIII
TÓPICOS ESPECIAIS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

18 Aspectos Internacionais da Administração Financeira
18.1 Terminologia
18.2 Mercados de câmbio e taxas de câmbio
Taxas de câmbio
Tipos de transação
18.3 Paridade do poder de compra
Paridade absoluta de poder de compra
Paridade relativa de poder de compra
18.4 Paridade de taxas de juros
Arbitragem coberta de taxa de juros
Paridade de taxas de juros (PTJ)
18.5 Risco de câmbio
Exposição a curto prazo
Exposição a longo prazo
Exposição contábil
Gestão do risco de câmbio
18.6 Risco político
18.7 Resumo e conclusões

APÊNDICE A
Tabelas Matemáticas

APÊNDICE B
Equações-chave

APÊNDICE C
Soluções de Alguns Problemas de Final de Capítulo

Glossário
Índice Onomástico
Índice de Equações
Índice Remissivo

Dados Técnicos do Livro

Editora: Atlas

ISBN-10: 8522426066

ISBN-13: 9788522426065

Formato:

Acabamento:

Idioma: Português

Origem: Nacional

Edição: 2

Número de páginas: 530

Lançamento: 01/01/2002

Opiniões sobre o Livro

 João Carlos de Barros Bezerra, João pessoa, 28/09/2006 - NOTA:
É um dos melhores, se não o melhor, livro de administração financeira que conheço. Em 2º lugar vem o de Gitman.